Arquitetura bioclimática Habitação tradicional & futuro

Em maio de 2010, a nova regulamentação térmica para os Departamentos franceses ultramarinos entrará em vigor. Todas as novas construções de alojamentos deverão respeitar alguns critérios arquitetônicos e técnicos. Favorecendo o surgimento de moradias mais confortáveis e mais econômicas em energia. Esses critérios são baseados em um modo de construção chamado "bioclimático". O homem utilizou os materiais mais acessíveis e disponíveis para se abrigar. A floresta, por muito tempo forneceu o material necessário para as construções, seja para a arquitetura ameríndia, crioula ou negra-maroom. Dessa base comum, cada cultura concebeu um habitat e o adaptou segundo sua localização e seu modo de vida. Uma outra característica comum aos diferentes tipos de habitats tradicionais é a implementação de dispositivos que permitam que uma moradia seja fresca e arejada. Na verdade, nós podemos ver nas velhas construções crioulas, por exemplo, beirais de telhados periféricos em cada andar, das cimalhas* sobre as portas e as janelas, venezianas*, persianas, e até mesmo telhados abertos na parte alta. Isso também é observado nas estruturas tradicionais das populações ameríndias das quais a aparente simplicidade oferece um real conforto de utilização. Ora, a energia de baixo custo e uma confiança ilimitada nas tecnologias têm ultimamente prevalecido sobre o know-how dos ancestrais, levando a pensar que poderíamos nos livrar das restrições ...

Nos lecteurs ont lu ensuite

Il vous reste 68% de l'article à lire.
La suite est réservée à nos abonnés.
Vous avez déjà un compte ou un abonnement ? Se connecter
Souhaitez-vous lire cet article gratuitement ?
Créer un compte

Vous préferez lire Boukan en illimité ?
Je m'abonne
Logo payement
X
Le téléchargement des PDF des numéros n'est pas inclus dans votre abonnement
Envie de télécharger ce numéro au format digital ?

L'intégralité des articles et les PDF pour 29€ par an
Je m'abonne
Logo payement